‘Eu deveria ser elogiado’, diz Bolsonaro sobre fim de multa por ausência de cadeirinha

"Quem está me criticando não teve o cuidado em estudar a situação", disse o presidente.

Foto : Reprodução (Marcos Corrêa)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) defendeu nesta sexta-feira (7) que deveria ser elogiado pelo projeto de lei que propõe a substituição da multa por uma advertência aos motoristas que forem flagrados transportando crianças sem a cadeirinha de retenção. As informações são da Folha.

“Não existe no momento [em lei] nenhuma punição pecuniária ou pontuação na carteira para quem não usa a cadeirinha. Eu apresentei o projeto apenas como advertência. Estou mostrando que tem que ter responsabilidade no tocante a isso. Quem está me criticando não teve o cuidado em estudar a situação”, disse o presidente.

A obrigatoriedade do uso de cadeirinha consta em uma resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito). O STF (Supremo Tribunal Federal), entretanto, decidiu recentemente que o órgão não tem poder de estabelecer sanções.

“Não estou entendendo porque essa bronca toda. Eu sinalizei da nossa preocupação de quem não usa cadeirinha advertindo. Deveria ser elogiado por vocês”, indagou.

3 Comentário

  1. Sim concordo plenamente quem tem de cuidar são os pais a propósito o que mata mais o trânsito ou os traficantes à violência que as drogas causa agora o que é feito para diminuir a mortandade quê as drogas causa simplesmente as multas servem para encher os bolsos dos políticos exemplo disso stt em Camaçari liderada por ACM Neto

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*