Ex-PM suspeito de participar do assassinato de Marielle é preso no RJ

O nome do suspeito nem a relação dele com o crime foram revelados.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta terça-feira, 18,  um ex-policial militar suspeito de envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista dela Anderson Gomes.

De acordo com informações da 82° DP (Maricá), o ex-PM foi preso em Guapimirim, na Baixada Fluminense. Nem o nome do suspeito nem a relação dele com o crime foram revelados.

Na semana passada, as investigações sobre as duas mortes, ocorridas no dia 14 de março deste ano, tiveram novos desdobramentos. Na última quinta-feira, 13, a Polícia Civil do Rio cumpriu 15 mandados de prisão, busca e intimação em Nova Iguaçu, Angra dos Reis, Petrópolis e Juiz de Fora (MG).

Como lembra o site Uol, no dia seguinte, o alvo de busca e apreensão foram a casa e o gabinete do vereador Marcelo Siciliano (PHS). O político disse ser ser inocente e pediu que a investigação seja transferida para órgãos federais, como a Polícia Federal.

Também na sexta-feira (14), foi publicada uma entrevista com o secretário de Segurança do Rio, general Richard Nunes, na qual ele dizia que Marielle foi assassinada porque interferiu em interesses de milicianos sobre loteamento de terras em regiões periféricas da capital fluminense.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*