Família faz ‘vaquinha virtual’ para arrecadar R$ 20 mil para prótese de garotinho camaçariense torcedor do Bahia

“Ser criança é ser feliz… Correr e brincar até cansar e ainda pedir bis”, ao ler frases desse tipo o coração de muitas pessoas pode ser tomado por sentimentos de nostalgia e os pensamentos cotidianos, por segundos, dão espaço as lembranças que compõem uma das fases mais felizes da vida, a infância. Aquele período inocente que os pequeninos abusam da liberdade e da fantasia. Entretanto, para o garotinho Asael Iago, de 6 anos, esse estágio da vida pode ser definido com apenas uma palavra: superação.

Aos 4 anos de idade, Asael, morador do bairro Jardim Limoeiro, em Camaçari, apaixonado por futebol e torcedor do Esporte Clube Bahia, foi diagnosticado com um câncer bastante severo: o osteosarcoma (tipo de tumor maligno situado na região dos ossos e que pertence ao grande grupo dos tumores do tecido conjuntivo, os sarcomas).

Foto: Reprodução (disponibilizada pela família de Asael Iago, de 6 anos)

A descoberta da doença aconteceu depois de uma queda; incidente comum nessa fase da infância marcada por muitas brincadeiras, conforme contou ao Bahia No Ar a mãe do garotinho, Erica Santos.

“Foi descoberto [o câncer] com uma queda que ele teve. Ele fraturou o osso”, relatou. A partir daí, após alguns exames e procedimentos, os médicos constataram a enfermidade. Em um grau avançado, o menino iniciou os tratamentos, no entanto, em janeiro de 2018, Asael precisou amputar a perna direita.

Extrovertido, sonhador e, apesar da pouca idade, cheio de garra e vontade de viver, o garotinho, cujo nome Asael significa “feito por Deus”, venceu a dura fase de recuperação sem tirar o sorriso dos lábios, como relatou Erica.

“Graças a Deus, dentro do possível, ele se adaptou a situação. Ele é uma criança muito alegre, bem extrovertida e conseguiu tirar de letra”, comemorou a mãe.

Após o susto, em julho deste ano, a notícia mais aguardada pela família, Asael Iago está curado.

Adaptação

A notícia da cura foi bastante celebrada, no entanto, para seguir desenvolvendo-se e realizando suas atividades cotidianas, o garotinho precisa de uma prótese com apoio macio para auxiliar na mobilidade.

O pai de Asael, Marcos Leandro, pontuou que eles até conseguiram uma prótese do governo, mas por ser muito pesada e agressiva o menino não conseguiu se adaptar. Após algumas buscas e pesquisas, a prótese adequada, de silicone e com apoio macio, foi encontrada.  Ela é fabricada em Campinas (SP), especificamente pelo Instituto de Prótese e Órtese (IPO Brasil), a empresa atua há 17 anos no mercado e confecciona próteses personalizadas no tamanho ideal para o paciente.

Porém, o custo é muito alto para a realidade financeira da família (R$ 20 mil), foi então que Marcos Leandro teve a ideia de lançar uma campanha na internet através de uma ‘vaquinha virtual’, com o intuito de arrecadar esse valor e devolver a autonomia ao filho.

Vaquinha Virtual

A campanha, que teve início há duas semanas atrás e segue até o dia 10 de novembro, até o momento, já conseguiu angariar cerca de R$ 9.520,00.

Quem quiser e puder contribuir basta acessar o link da campanha.

O pai do garoto deixou também as informações de duas contas bancárias, salientando que qualquer valor é bem-vindo. Ele ainda disponibilizou dois telefones para contato: (71) 9 8116-1119 ou 9 8223-3450.

As contas, ambas no nome de Marcos Leandro Alves dos Santos (CPF: 032.756.165-36), são:

Itaú

Agência: 6292

Conta Corrente: 05578-4

Caixa Econômica

Agência: 1051

Conta Corrente: 11332-8 (Operação 023)

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*