O clima festivo nos bastidores da seleção brasileira foi substituído pela tensão e tristeza. A derrota por 2 a 1 para a Bélgica e a eliminação da Copa do Mundo foi o motivo para que as resenhas fossem substituídas por lagrimas e cabeças baixas. Logo após o apito final, no primeiro encontro no vestiário, Renato Augusto, autor do único gol brasileiro nas quartas de final, garante: o sentimento era péssimo.

“Foi como a morte de alguém querido, porque era (o hexa) o sonho de todos. Nos preparamos para isso. Ficamos tristes principalmente pelo clima que criamos, o grupo que foi feito, mas infelizmente pecamos no primeiro tempo e não conseguimos empatar”, disse o volante.

O sentimento, é claro, tomou conta de todos os jogadores.

0 0 voto
Article Rating