Fux suspende ações contra Bolsonaro por incitação ao estupro e injúria

O ministro Luiz Fux, do STF

O ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal), suspendeu o andamento de duas ações nas quais o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é réu por acusação de incitação ao crime de estupro e injúria.

Os processos ficarão suspensos até que Bolsonaro deixe o cargo. De acordo com a Constituição Federal, o presidente da República só pode responder a processos durante o mandato por crimes que tenham relação com cargo.

Bolsonaro é réu em duas ações penais no STF sob a acusação de ter incitado o crime de estupro ao afirmar que “não estupraria” a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) porque ela “não merece”.

12 Comentário

  1. Mas se não tinha nada mesmo incitação ao estupro foi uma palhaçada que os petistas inventaram para ver se ele não concorria as eleições, tudo falas soltas para tentar que ele não fosse candidato, agora não faz mais sentido nenhum continuar com a ação, ou aguenta ele nos próximos 4 anos ou aguenta Mourão.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*