Governador investe R$ 67,9 milhões na recuperação de rodovias no oeste baiano

A intervenção prevê a manutenção e restauração das estradas

Na manhã desta sexta-feira (23), o governador Rui Costa esteve no município de Luís Eduardo Magalhães, onde assinou ordem de serviço para recuperação de 280 quilômetros de rodovias.

A intervenção prevê a manutenção e restauração, por cinco anos, de trechos conhecidos como Anel da Soja (BAs 459 e 460) e Coaceral (BA 225), passando por estradas estaduais e federais nas quais transitam cerca de 1,5 mil veículos diariamente. “O modelo de licitação permitiu que a empresa, além de construir e reformar, seja responsável pela manutenção por cinco anos. Isso faz com que tenhamos estradas de alta qualidade para trafegar por um bom tempo. O apoio dos produtores é importante para isso, pois o respeito ao peso permitido nas carretas e caminhões aumenta a durabilidade do calçamento colocado”, afirmou Rui.

O investimento de R$ 67,9 milhões vai beneficiar 270 mil moradores de Luís Eduardo Magalhães, São Desidério, Catolândia e Barreiras. “É uma reivindicação antiga e estamos muito felizes por sermos atendidos. Caminhão carregado e pista de barro escorregadia não combinam. Agora, será mais fácil escoar a produção”, comemorou o presidente da Associação Baiana de Produtores de Algodão, Júlio Cézar Busato.

Na ocasião, o governador ainda assinou ordem de serviço para pavimentação de ruas de Luís Eduardo Magalhães, no valor de R$ 6 milhões. Parte das vias dá acesso à estrutura do Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep), também inaugurado nesta sexta-feira (23). No espaço, que recebeu recursos de R$ 3,3 milhões, passarão a trabalhar os efetivos locais das polícias Militar e Civil.

O secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, destacou que “no Disep, vamos atender a população de Luís Eduardo Magalhães e região. Já são 25 Distritos Integrados de Segurança Pública na Bahia. Nossa intenção é poder inaugurar outros sete. Além disso, a Polícia Civil quase que dobrou seu efetivo em Luís Eduardo Magalhães. Também comemoramos aqui a redução de 30% na violência”.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*