Governo vai tentar reverter derrubada de decreto das armas, diz líder do governo

Joice Hasselmann

A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), disse nesta 4ª feira (19) que “respeita” a decisão do Senado de derrubar o decreto que flexibilizou a posse, o porte e a comercialização de armas, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, mas que o governo vai tentar reverter o quadro.

“Culpar a arma pelo crime é a mesma coisa que culpar uma colher por engordar”, declarou a deputada, ao defender o tema durante participação na Comissão Especial da reforma da Previdência.

“A gente precisa deixar a coisa numa discussão de uma forma mais madura. O homem mau, o criminoso, usa todo tipo de arma contra o cidadão de bem que hoje não tem como se defender”, afirmou.

Na terça-feira (18), o Senado aprovou o Projeto de Decreto Legislativo 233/2019 que sustou as mudanças definidas pelo decreto presidencial. Foram 47 votos pela suspensão do decreto e 28 pela continuidade. Eis como votou cada senador. Agora, o projeto segue para análise da Câmara.

15 Comentário

  1. Que droga! A única merda que se fala é nessa liberação. Caramba ainda não vi a proposta aprobada sobre língua de sinais como matéria nas escolas, ainda não vi a proposta de redução de imposto pra empresas se instalarem em pequenas cidades, não vi sequer um plano alimentar para colocar um nutricionista ou técnico em nutrição em Escola pública como obrigação.
    Não estou vendo casos de corrupções dentro do governo ser investigado (quem não deve não teme). Outra coisa as prestações de contas em sites obrigatórios do governo também não são atualizados, talvez porque o plano de governo sequer terminou de ser elaborado, deve ter parado aí nessa lei do “cidadão de bem poder se defender” conversa pra boi dormir.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*