Gustavo Ferraz diz que Lauro de Freitas não possui políticas públicas para geração de emprego e renda

Advogado pontuou que a geração de emprego no município depende muito da relação entre a gestão e o empreendedor.

Em seu comentário veiculado nesta segunda-feira, 08, no programa Bahia No Ar, apresentado pelo radialista Roque Santos, o advogado Gustavo Ferraz, afirmou que o município de Lauro de Freitas, não possui políticas públicas para geração de trabalho, emprego e renda.

Segundo o advogado, atualmente a cidade tem a segunda maior taxa de desemprego da Região Metropolitana (RMS) e além disso 35% das famílias que residem na mesma estão sobrevivendo com meio salário mínimo.

” A cidade caminha para um profundo caos social. lauro de Freitas precisa urgentemente de um choque de desenvolvimento econômico social. É preciso estimular o pequeno e médio empresário da cidade e desburocratizar a relação e ao mesmo tempo não permitir que agentes públicos mal intencionados, vendam a dificuldade para colher a facilidade”, disse.

Ferraz ressaltou que, o empresariado precisa de segurança jurídica para tocar seus negócios e pontuou que a geração de emprego no município depende muito da relação entre a gestão e o empreendedor. ” Aqui temos uma gama de empresário desmotivados com o péssimo ambiente de negócios na cidade”, afirmou.

Por fim, o advogado destacou que a administração municipal precisa “fazer o dever de casa”, investir em programas que qualifiquem a mão de obra local e melhorar o atendimento às empresas . ” O empreendedor não pode ser tratado como pedinte, ele é aliado do município, pois ele paga impostos e gera empregos, a gestão tem que respeitar”, ressaltou.

Escute o comentário na íntegra:

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*