Na manhã desta quinta-feira (7) a rede catarinense de lojas Havan anunciou a suspensão de contratos publicitários com a Rede Globo. Em nota, divulgado nas redes sociais, a empresa destaca que não compactua com o “jornalismo ideológico e algumas programações da Rede Globo nacional”, e que a decisão foi tomada após cobranças de clientes.

O comunicado foi assinado pelo dono da Havan, Luciano Hang. Ele é conhecido por ser um apoiador ferrenho do governo de Jair Bolsonaro (PSL), já tendo aparecido, inclusive, ao lado do presidente brasileiro em distintas ocasiões.

Com a suspensão dos contratos, telejornais como o Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, Jornal Nacional e Jornal da Globo, bem como a novela Malhação e o programa Caldeirão do Huck são afetados de imediato.

“Enquanto esses programas prestarem um desserviço à nação e irem [sic] contra os valores da família brasileira, não voltaremos a anunciar”, diz trecho do texto da Havan.

Por fim, a Havan também pontua que serão mantidas, por ora, as propagandas nas afiliadas e jornais locais, “que ainda informam a sociedade de forma mais isenta e conservadora”.

Na Bahia, a Havan possui duas unidades: uma situada na cidade de Barreiras, oeste do estado, e a em Vitória da Conquista, região sudoeste.

0 0 voto
Article Rating