Hospital da Mulher terá tratamento para câncer do trato gastrointestinal

Em dois anos, o hospital já atendeu mais de 350 mil mulheres de todo o estado.

Reprodução

O Hospital da Mulher acolheu mais de 350 mil mulheres entre atendimentos médicos e atendimentos realizados pela equipe multiprofissional desde o início de seu funcionamento, há pouco mais de dois anos. Atualmente, o equipamento é considerado o maior hospital dedicado às doenças específicas do aparelho reprodutor feminino do Brasil e ganhará também a opção de tratar mulheres que tem um câncer do trato gastrointestinal, segundo o diretor médico da unidade, Paulo Sérgio Andrade,

Mulheres de toda a Bahia foram encaminhadas à unidade, sendo 62,2% do público oriundo do interior e 37,8% da capital, onde o HM está instalado, no Largo de Roma. A idade das pacientes que prevalece vai de 35 a 54 anos, representando 53,8% do percentual, e as especialidades de Ginecologia e sub-especialidades, seguida por Mastologia, configuram como as mais procuradas no Hospital.

De acordo com o diretor médico do HM, Paulo Sérgio Andrade, “ao longo desses dois anos, o Hospital construiu um perfil assistencial, destinado ao tratamento das doenças do aparelho reprodutor feminino e à mama e, dentro desse contexto, a unidade passou por uma grande evolução no tratamento oncológico dessas enfermidades, registrando um crescimento, por meio da implantação de novos serviços. O hospital se transformou em uma referência, no Brasil, no tratamento de doenças relacionadas às mulheres e passou por grandes transformações, modernizando-se, a cada dia mais”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*