Irmã Dulce é canonizada e se torna primeira santa brasileira

A cerimônia de canonização aconteceu na Praça de São Pedro, no Vaticano.

Foto: Divulgação

No início da manhã deste domingo (13), Irmã Dulce passa a se chamar Santa Dulce dos Pobres. A cerimônia de canonização que a tornou santa aconteceu na Praça de São Pedro, no Vaticano, a atraiu diversos fiéis, incluindo brasileiros.

A santa, conhecida popularmente como Anjo Bom da Bahia, foi uma das religiosas mais populares do Brasil graças ao trabalho social prestado aos mais pobres e necessitados, principalmente na Bahia.

Com a canonização, o Vaticano considera que Santa Dulce dos Pobres é a primeira santa brasileira. Embora outras brasileiras e uma religiosa que atuou no país tenham sido canonizadas pela Igreja Católica anteriormente, irmã Dulce é a primeira mulher nascida no Brasil que teve milagres reconhecidos.

Além da baiana, também foram canonizados: o britânico John Henry Newman (1801-1890), a italiana Giuseppina Vannini (1859 -1911), a indiana Mariam Thresia Chiramel Mankidiyan (1876 -1926) e a suíça Marguerite Bays (1876 -1926).

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*