João de Deus vira réu por mais cinco crimes sexuais

A juíza Rosângela Rodrigues Santos, da comarca de Abadiânia, em Goiás, aceitou nova denúncia por crimes sexuais contra o médium João de Deus nesta quarta-feira (16). Desta forma, ele se tornou réu pela segunda vez.

No documento constam depoimentos de 13 vítimas, dos quais cinco não prescreveram e devem ser julgados. Preso há um mês após relatos do tipo virem à tona, ele sempre negou os crimes.

Além desses cinco casos, a denúncia cita relatos de mais oito mulheres, moradoras do Distrito Federal, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Rio Grande do Sul. O médium, porém, não vai responder por esses casos, por eles já terem prescrito. Segundo o MP, eles foram incluídos por ajudarem a embasar a denúncia. Os crimes ocorreram entre 1990 e 2018.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*