João Doria promete afastar policiais militares envolvidos em ação na favela de Paraisópolis

Foto: Reprodução / Elisa Kriezis - BBC

De acordo com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), os 38 policiais militares envolvidos em uma ação que ocorreu no dia 1º deste mês no Baile da Dz7, na favela de Paraisópolis, em São Paulo (SP), serão afastados. A ocorrência resultou na morte de nove jovens.

A promessa foi feita por Doria na noite de ontem (9), durante um encontro com familiares das vítimas de suposto pisoteamento, junto a membros do Conselho Estadual de Direitos Humanos (Condepe) e da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB-SP).

Os seis PMs da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) que começaram a ação já haviam sido afastados desde o dia seguinte ao ocorrido.

Os outros 32 agentes do 16º Batalhão também devem deixar o serviço de patrulhamento até o fim das investigações do caso.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*