Juiz determina fechamento da Feira de Camaçari

De acordo com a ação, os permissionários poderão realizar a retirada dos alimentos perecíveis no sábado (16) e domingo (17).

Juiz determina fechamento da feira

Em resposta a Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público da Bahia, o juiz Cesar Augusto Borges de Andrade, determinou o fechamento do Centro Comercial de Camaçari, a partir desta segunda-feira (18).

De acordo com a ação, os permissionários poderão realizar a retirada dos alimentos perecíveis no sábado (16) e domingo (17).

Segundo o juiz, a decisão só será alterada caso o prefeito de Camaçari, Antonio Elinaldo, demonstre a este juízo a cobrança e o pagamento das referidas despesas de água e luz junto aos permissionários inadimplentes estabelecidos no local referentes aos exercícios fiscais de 2017, 2018 e 2019.

Na ação o juiz informa que o gestor municipal e o administrador da Feira serão notificados pessoalmente, e caso haja desobediência, foi expedido um ofício ao comandante do 12º Batalhão da Polícia militar para apoio em força para cumprimento da ordem judicial.

36 Comentário

    • Essa feira funcionou muito bem quando era na lama livre, como o nome sugeria, feira livre. Aproveitando o espaço vou perguntar: como o prefeito imagina que o funcionalismo ativo e inativo estam sobrevivendo com salários congelado há mais há mais de 10 anos

  1. Isso é uma vergonha , como pode um gestor municipal permitir a justiça fechar o centro comercial? Tantas vezes o centro foi notificado pelo MP , e nada fez o gestor / Esse e o verdadeiro parceiro do povo👏👏👏

    • Jaik Simões Bom dia
      Leia a reportagem com atenção e veja que o gestor não tem nada haver com o fechamento da feira , pelo contrário o gestor está fazendo de tudo para que não aconteça.
      A justiça que que a feira seja fechada por inadimplência dos feirantes em não pagar as taxas nos anos de 2017, 2018 e 2019 , taxas essas criadas pelo MP municipal com valores desproporcionais aos estabelecimentos onde a maioria dos permissionários não tem condições de pagar.

      Acho que politicagem com a dignidade das pessoas não combina.

      Fica na paz.

  2. Só para lembrar: essa questão não é privilégio do Governo atual e sim fruto do descaso das Gestoes anteriores que nada fizeram a respeito e ainda permitia que os grandes empresarios do entorno, atraídos pela isenção de pagamento das contas de agua e energia fazerem da fe
    ira seus depositos, vamos dar a Cesar o que é de Cesar.

  3. Não concordo em tirar o ganha pão do pessoal. Mas que eles vendem caro demais é fato. Todos combinam um preço e não baixam um centavo. Então podem muito bem pagar água e luz.

  4. É usado o dinheiro público para pagar a água, luz, limpeza, manutenção e administração para feirantes venderem para o povo mais caro do que em qualquer outro comércio da cidade. Não têm condições de pagar? Tem condições de pagar sim, já está embutido no valor dos produtos absurdamente caros desta feira. Não quer pagar? Tira e coloca quem quer realmente sustentar sua família.
    Não tem nenhum coitado nesta feira. Qualquer pessoa necessitada com pouco dinheiro faça uma pexincha e veja o que o feirante diz na cara. Maioria está “barão” com diversos pontos de venda. Tem até supermercado de grande porte fazendo uso do espaço como depósito de frios economizando sua energia e encarecendo a nossa. Tem que acabar com essa mamata mesmo.

  5. Cai Cai, um dos causadores dessa desordem ainda tenta pousar de paladino de salvador dos feirantes kkkkk, e tem muitos doentes por esse cramunhão q ainda creem ou fingem crer q ele n ta por trás dessa malandragem pra tentar tirar proveito politicamente , jogo sujo desse ficha suja pra variar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*