Justiça absolve cunhado de Ana Hickmann acusado de homicídio

A absolvição foi confirmada pelo advogado de Corrêa, o criminalista Fernando José da Costa.

Foto: Divulgação

O cunhado de Ana Hickmann, Gustavo Corrêa, foi julgado na tarde desta terça-feira (10) pela morte de Rodrigo Augusto de Pádua, que se dizia fã da apresentadora e invadiu seu quarto de hotel em Belo Horizonte, em 2016. À época, o caso virou tema de muitos debates.

A absolvição foi confirmada pelo advogado de Corrêa, o criminalista Fernando José da Costa. Pela decisão, assinada por três desembargadores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, ele agiu em legítima defesa.

Pádua, que era de Juiz de Fora, estava hospedado no Hotel Caesar Business, o mesmo onde estava Ana Hickmann, no dia 21 de maio de 2016. Segundo o boletim de ocorrência, ele rendeu Corrêa e o obrigou a ir até o quarto da apresentara. Lá, também se encontrava a então mulher de Corrêa, Giovana, que trabalhava como assessora da apresentadora e foi baleada.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*