Justiça determina bloqueio de 2,8 milhões de reais de Anitta 

Anitta acusa a ex-empresária de desviar 2, 48 milhões de reais, fato que ainda não foi comprovado. As duas brigam na Justiça desde 2014.

Anitta diz que grupos favoráveis a determinado candidato a presidente usa sua imagem como se ela o apoiasse

A Justiça do Rio de Janeiro determinou o bloqueio de 2,8 milhões de reais da cantora Anitta como parte do processo movido por sua ex-empresária Kamilla Fialho.

Segundo informações da Veja, a decisão foi tomada na segunda-feira, 04, pela juíza Flávia Almeida Viveiros de Castro, titular da 6ª Vara Cível da Barra da Tijuca.

O valor corresponde à diferença da multa contratual cobrada por Kamilla, da K2L Empreendimentos Artísticos, e o que Anitta alega ser seu crédito.

Ainda conforme a publicação, a quantia ficará em uma conta até que sejam julgados conjuntamente os processos envolvendo as duas partes, que brigam na Justiça desde 2014, quando a cantora decidiu suspender o contrato com a antiga agente. Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça, Anitta acusa a ex-empresária de desviar 2, 48 milhões de reais, fato que ainda não foi comprovado.

Em julho de 2015, a cantora já havia feito um depósito judicial de 3 milhões de reais e uma nova decisão, de agosto de 2017, intimou a artista a fazer outro depósito, mas a ordem não foi cumprida.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*