Justiça do Trabalho deve marcar conciliação para pôr fim à greve do rodoviários, diz secretário

O Sindicato dos Rodoviários da Bahia deflagrou greve por tempo indeterminado em todo o estado

mota
Secretário municipal de Mobilidade Urbana, Fábio Mota

Em entrevista ao Metro1, o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Fábio Mota, contou que ainda hoje (23) a Justiça do Trabalho deve marcar uma audiência de conciliação para firmar um acordo entre rodoviários e empresários, e por fim à greve.

Ainda segundo Mota, caso não haja um acerto entre as partes, espera que o Judiciário julgue logo o conflito em torno das propostas apresentadas pela categoria.

GREVE

Após assembleia na tarde e ontem(22), o Sindicato dos Rodoviários da Bahia deflagrou greve por tempo indeterminado em todo o estado, a partir da meia-noite e um minuto de amanhã (23).

Por meio de uma liminar da Justiça, conseguida pela prefeitura, os rodoviários foram obrigados a rodar com pelo menos 30% da frota em horários normais e metade da frota nos horários de pico. O presidente do sindicato, Hélio Ferreira disse que a orientação é que  os coletivos rodem com a catraca livre: “para que a população seja menos prejudicada possível”.

A categoria se reuniu com os donos das empresas de transporte e sindicato na sede da Superintendência Regional do Trabalho, mas a negociação terminou sem acordo sobre reajuste salarial.

O pedido inicial dos rodoviários era de 6% de reajuste no valor dos salários. Durante as tentativas de negociação, a categoria reduziu essa expectativa para 5%. Nesta quarta, eles chegaram a reduzir para 3%, mas não houve atendimento desse índice.

Os empresários alegam que não têm como conceder os reajustes, e não ofereceram contraproposta.

 

2 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*