O médico suspeito de assassinar a ex-companheira e abandonar o corpo em Feira de Santana teve a prisão preventiva mantida pela Justiça. A decisão também incluiu a liberação dos veículos utilizados na noite do homicídio.

Antônio Marcos Rêgo foi preso no dia 3 de setembro, quando se apresentou às autoridades no Complexo de Delegacias de Sobradinho. Na ocasião, sua defesa disse que o homem não negava e nem confessava a participação no crime.

A vítima, identificada como Gabriela Jardim, foi encontrada sem roupas da cintura para cima, às margens da BR-116, próxima ao distrito de Matinha. Ela foi casada com o médico por quatro anos, em uma relacionamento conturbado, segundo relata a Polícia Civil.

A perícia encontrou marcas de sangue no veículo do suspeito. Sua defesa afirma que essas marcas foram feitas durante uma luta corporal entre ele e a ex-companheira.

0 0 votos
Article Rating