Justiça nega prisão domiciliar e Abdelmassih ficará em hospital

A defesa do ex-médico tentou recorrer, alegando “constrangimento legal”, mas o pedido foi negado.

Foto: Divulgação

Um pedido de habeas corpus do ex-médico Roger Abdelmassih, atualmente detido no Hospital Penitenciário de São Paulo, foi negado neste sábado (17). Com isso, ele não poderá voltar a cumprir sua pena em prisão domiciliar, como estava fazendo até a última terça-feira (13), quando a Justiça suspendeu o regime, mandando-o para o hospital.

A decisão de hoje é do desembargador Otávio de Almeida Toledo, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). Na terça-feira (13), foi a juíza Andrea Barreira Brandão, da 3ª Vara de Execuções Penais quem determinou que Abdelmassih não poderia mais ter o benefício da prisão domiciliar.

A defesa do ex-médico tentou recorrer, alegando “constrangimento legal”, mas o pedido foi negado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*