Mãe que amarrou sinalizadores na cintura da filha de 9 anos deixa prisão

A acusada apontou estar "extremamente arrependida" da atitude

A justiça da Argentina determinou nesta terça-feira (27) a libertação da mãe, torcedora do River Plate, que foi flagrada amarrando sinalizadores na cintura da filha, de nove anos de idade, antes da partida de volta da final da Taça Libertadores, que deveria ter acontecido no último sábado.

De acordo com informações obtidas pela Agência Efe, junto a fontes do Ministério Público, foi realizado um julgamento rápido, em que a acusada apontou estar “extremamente arrependida” da atitude.

Na audiência, a mãe da criança, que se preparava para entrar no estádio Monumental de Núñez, palco do jogo, foi condenada a dois anos e oito meses de prisão, no entanto, a pena fica suspensa de cumprimento. Além disso, a ré terá que pagar as custas do processo.

A atenuação da sentença ocorreu porque a mulher aceitou acordo de não ir com a filha em qualquer evento esportivo em massa, e também a se submeter a um tratamento psicológico e atuar por 48 horas em trabalho comunitário.

Anteriormente, o MP apontou que a mulher poderia ficar detida de três a seis anos, por colocar em risco uma menor de idade.

A imagem da mãe colocando os sinalizadores na cintura da criança, para burlar revista nos acessos ao Monumental de Núñez, viralizou e rodou o mundo. O Ministério Público iniciou investigação que levou a prisão da acusada no último  domingo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*