Mais de 10 mil inscritos no concurso da Polícia Civil não comparecem para prova

A abstenção foi de 21,78%, percentual que, em número real, corresponde a 10.444 inscritos.

Polícia Civil
Criança de 5 anos é estuprada por irmão de padrasto na Bahia

Uma parcela significativa das pessoas que se inscreveram no concurso da Polícia Civil, ação que por si só indica uma manifestação de interesse em pleitear a oportunidade de ingressar no escopo da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), não compareceu para a realização da prova que aconteceu ontem (domingo, 22), em Salvador. A abstenção foi de 21,78%, percentual que, em número real, corresponde a 10.444 inscritos.

De acordo com o A Tarde, no total, 37.676 candidatos compareceram aos 48 locais de prova na capital baiana. Eles concorreram a uma das mil vagas ofertadas, sendo 880 para Investigador, 82 para Delegado e 38 para Escrivães. O maior número de candidatos foi para o cargo de Investigador, com 35.036, seguido dos cargos de delegado, com 10.658, e de escrivão, com 2.426 candidatos ao cargo.

Os aprovados na prova terão que passar por outras etapas, previstas em edital, que incluem a realização de exames biomédicos, teste de aptidão física, exame psicotécnico, prova de títulos e investigação social.

O certame é promovido pela Secretaria da Administração (Saeb) e pela Polícia Civil, e organizado pela Fundação para o Vestibular da Universidade Júlio de Mesquita Filho – Fundação Vunep.

1 Comentário

  1. Pensaram melhor i virão que não vale a pena, pais miserável cara prende o elemento no outro dia está solto, i o salário não compensa, lidar com miseráveis de alta periculosidade, se arriscando a receber uma bala nas costas até de uma criança de 9 ou 10 anos i os que têm família arriscar até a vida dos mesmos, pais é daí pra pior não vai melhorar, não existe leis severas é preferível ganhar pouco i ter um pouco de paz , que também não está escapo de acontecer algo, não vejo vantagem nenhuma de ser policial no Brasil, boa sorte aos candidatos, i que fiquem espertos por que o sistema está bruto.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*