Marinha prorroga prazo para conclusão de tragédia

De acordo com as normas do órgão, prazo inicial para a conclusão dos inquéritos é de 90 dias - prazo que seria completado no próximo dia 24 de novembro -, mas pode ser prorrogado quando necessário.

A Marinha prorrogou o prazo de conclusão do inquérito que apura as causas da tragédia que deixou 19 mortos depois que uma lancha virou na Baía de Todos-os-Santos, no dia 24 de agosto, na Bahia. De acordo com as normas do órgão, prazo inicial para a conclusão dos inquéritos é de 90 dias – prazo que seria completado no próximo dia 24 de novembro -, mas pode ser prorrogado quando necessário.

De acordo com a Marinha, a decisão foi tomada porque ainda será necessária apuração de dados obtidos nas simulações realizadas pelos peritos navais, com base em depoimentos colhidos, o que resultará na realização de novas diligências, que demandarão mais tempo para serem feitas.

“Dessa forma, o inquérito administrativo instaurado pela Marinha do Brasil para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades pelo acidente com a lancha “Cavalo Marinho I” terá seu prazo de conclusão prorrogado para o dia 22 de janeiro de 2018”, apontou o órgão através de comunicado oficial emitido neste sábado (11).

Leia também: