MEC cortará verba de universidade por ‘bagunça’; UFBA está na lista

Divulgação

O Ministério da Educação (MEC) vai cortar recursos de universidades que não apresentarem desempenho acadêmico esperado e, ao mesmo tempo, estiverem promovendo “balbúrdia” em seus câmpus, afirmou o ministro Abraham Weintraub ao Estado. Três universidades já foram enquadradas nesses critérios e tiveram repasses reduzidos: a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA), disse. Segundo ele, a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em Minas Gerais, está sob avaliação.

“Universidades que, em vez de procurar melhorar o desempenho acadêmico, estiverem fazendo balbúrdia, terão verbas reduzidas”, disse o ministro.

De acordo com Weintraub, universidades têm permitido que aconteçam em suas instalações eventos políticos, manifestações partidárias ou festas inadequadas ao ambiente universitário. “A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo”, disse. Ele deu exemplos do que considera bagunça: “Sem-terra dentro do câmpus, gente pelada dentro do câmpus”.

Weintraub não detalhou quais manifestações ocorreram nas universidades citadas, mas disse que esse não foi o único ponto observado. Essas instituições também estão apresentando resultados aquém do que deveriam, disse. “A lição de casa precisa estar feita: publicação científica, avaliações em dia, estar bem no ranking.” Ele, no entanto, não citou rankings.

De acordo com o MEC, as três universidades tiveram 30% das suas dotações orçamentárias anuais bloqueadas, medida que entrou em vigor na semana passada. Os cortes atingem as chamadas despesas discricionárias, destinadas a custear gastos como água, luz, limpeza, bolsas de auxílio a estudantes, etc. Os recursos destinados ao pagamento de pessoal são obrigatórios e não podem ser reduzidos. Informações do Estadão.

6 Comentário

    • João Netto não seria mais sensato olhar Aonde está o problema para tentar resolver eu falo isso por que uma escola uma faculdade uma pessoa um presidente em sua sã consciência jamais cortaria verbas e sim solucionar o problema já que você acha o que é uma fábrica de lixo humano do mesmo jeito que o seu presidente tá querendo por uma arma na mão de pais de família e eles que desceu pulo para se defender de b****** Você merece dormir em uma cama de prego independentemente de partido tem coisas que precisa ser avaliada porque que ele não vai cortar verba diminuindo verba lá em Brasília seu o*****

    • Evanise de Andrade-Kurz, ele não vai cortar verbas de universidades, ele vai cortar verbas por “bagunças” universidades que permitem bagunças, você acha certo isso…??
      Se sim então estávamos no caminho certo…!!!
      Sua A*******

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*