Médica que se recusou a atender criança diz que “não se arrepende”

Haidee Marques foi ouvida na 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, RJ

Depoimento Médica
Médica Haidee Marques se recusou a prestar socorro ao bebê Breno Rodrigues, de 1 ano e meio, alegando que estava no fim do expediente.

Em depoimento a polícia, nesta segunda-feira (12), médica Haidee Marques, que se recusou a prestar socorro ao bebê Breno Rodrigues, de 1 ano e meio, alegando que estava no fim do expediente, disse que não se arrependeu de ter negado atendimento à criança.

Haidee prestou depoimento na 16ª Delegacia de Polícia, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

“Quando há um código vermelho que fala sobre risco de morte, eu atendo, mesmo não sendo pediatra. A classificação de risco nesse caso era baixa”, disse a médica durante depoimento.
A criança sofria de uma doença neurológica e acabou morrendo enquanto aguardava o socorro médico.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*