Médium é suspeito por quatro mortes na Bahia e Goiânia

O médium Antônio Miguel é suspeito por mortes na Bahia e em Goiânia

Um médium de Aparecida de Goiânia (GO), Antônio Miguel Rodrigues, de 53 anos, é considerado suspeito em quatro casos de homicídios e um de lesão corporal grave em pessoas que se submeteram aos seus procedimentos na Bahia e em Goiás. Ele está sendo investigado pela polícia dos dois Estados, onde parentes das vítimas registraram queixas.

Rodrigues fazia cirurgias espirituais na Bahia, ao menos uma vez por mês, há mais de um ano, e cobrava por elas e pelos medicamentos manipulados e alimentos para uma dieta que os pacientes deveriam seguir. As primeiras denúncias ocorreram no dia 4 deste mês em Barreiras, no Estado, onde mais de 500 pessoas do nordeste passaram pelos procedimentos.

A polícia investiga as condições do ambiente onde eram realizados os procedimentos em Barreiras, uma vez que parentes das vítimas relataram que o médium usava objetos como tesoura, bisturis e agulhas.

Casos

Um dos casos é do idoso Mário Joaci Pereira Rocha, de 71 anos, que fez cirurgias para a retirada de líquidos nos testículos. Segundo o idoso, os órgãos foram perfurados com oito agulhas pelo médium, sem anestesia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*