Durante entrevista exclusiva ao radialista Roque Santos, no programa Bahia No Ar, nesta segunda-feira, 21, a titular da 4ª Delegacia de Homicídios (DH/Camaçari) Maria Tereza Santos, afirmou que o adolescente J.S.S. 17 anos, que confessou ter estuprado e matado a menina Milena Alves, de 10 anos, premeditou o crime.

Na ocasião, a delegada relatou que durante o depoimento o menor contou que vinha observando e monitorando a rotina da menina há cerca de dois meses. Ele contou também, que após um roubo efetuado no estabelecimento comercial localizado embaixo da casa da vítima, descobriu uma forma de entrar na residência da mesma.

“Ele foi premeditado, sabia o que ia fazer, já estava com tudo elaborado na cabeça”, disse a titular da DH. Ainda conforme a delegada, o menor que já havia cometido diversas infrações penais na cidade de Dias D’Ávila, estava escondido em Camaçari.

A delegada revelou ainda, que o adolescente tentou estuprar a companheira de um primo em outra ocasião. Segundo a delegada, o ato não foi consumado porque a vó dele impediu que ocorresse a violência. No período em que esteve escondido em Camaçari, o menor efetuou roubos.

Apreensão 

O menor J.S.S. 17 anos, foi apreendido na noite de sábado, 19, na cidade de Mata de São João. Os policiais avistaram um veículo em atitude suspeita de placa, JSJ-4268 de Dias D’Ávila, modelo gol, nas proximidades da delegacia local. Ao ser abordado, o menor disse ter sido o autor do homicídio, conforme anunciado nas redes sociais. Durante abordagem um casal que estava dentro do veículo afirmou ser os pais do autor do homicídio. Ao serem questionados sobre o motivo do nervosismo, os mesmos alegaram está temerosos na apresentação por livre espontânea vontade.

O crime

A criança, foi encontrada pela mãe, dentro de casa, com marcas de estrangulamento e sinais de violência sexual. O crime ocorreu na tarde de quinta-feira, 17, na Rua Manoela, no bairro da Gleba A.

0 0 voto
Article Rating