Ministro diz que Brasil não vai crescer sem reforma da Previdência

O ministro disse que a expansão do gasto público corrompeu a política e estagnou a economia.

Paulo Guedes, ministro da Economia

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o país não vai crescer sem a reforma da Previdência.

De acordo com o Notícias Ao Minuto, no final de sua participação em audiência na comissão especial da reforma da Previdência, Guedes citou falas de ex-presidentes como Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff em defesa de reformas do sistema e disse que há um problema de comunicação em torno da proposta.

O ministro disse também, que a expansão do gasto público corrompeu a política e estagnou a economia e defendeu que o poder tem de ser “limitado e descentralizado” o que, segundo ele, é uma tarefa dos parlamentares.

25 Comentário

  1. Fizeram a Reforma tirando direitos trabalhistas prometendo 6 milhões de emprego. É o desemprego aumentando sem parar. Agora, uma nova chantagem, mais mentiras e tem pobre acreditando nisso. Sugiro acreditar mais em saci Pererê e no Curupira do que nos benefícios dessa reforma.

    • Blandina Oliveira, só deveria iniciar o ferro por eles. Afinal, altos salários, super faturamento de suas verbas de gabinete, as propinas… se a reforma fosse tão boa, iniciavam por aí. E ainda há idiotas para defender um ferro desses em nosso lombo.

    • Adriana Maria de Serpa tome vergonha na sua cara sua lesada se Bolsonaro mandar vc baixar e lamber o pé dele vc lambe sinto muito te dizer mais teu presidente e mentiroso essa reforma só vai acabar com o povo se essa reforma for aprovada o Brasileiro pode até ficar no futuro sem sua aposentadoria acho q a enganada está sendo vc q está acreditando nos bilhões q ele está pagando as emissoras para tentar convencer pessoas lesada como vc q essa reforma e boa para o povo Brasileiro

    • Blandina Oliveira é só pensar um pouquinho, antigamente os pais tinham muitos filhos ou seja muitas contribuições hoje a maioria das famílias têm no máximo 3 filhos ou seja menos contribuições,fora o rombo no cofre do país q o governo sofreu….. daqui alguns anos o governo não terá dinheiro para pagar todas as pessoas aposentadas e as empresas começarão a investir em outros países o q gera desemprego, o q gera fome, o q gera uma Venezuela por exemplo

  2. Rodrigo Maia já largou o verbo e disse que depois dessa reforma o brasileiro só tem opção de pagar a outra modelo poupança pelos bancos privados, aí já sabe né!? Como FGTS os bancos privados pegam o dinheiro dos trouxas brasileiro e empresta aos mesmo trouxas com juros de agiota

  3. O ministro Paulo Guedes fala em acabar com privilégios e promover a igualdade,já que ele quer fazer isto por quê ele não começa reduzindo os salários dos deputados,senadores e ministros,bem como acabando com esses benefícios que os políticos tem?eu queria ver se um deputado,senador,juiz ou ministros consegue ou conseguiria passar o mês com um salário mínimo

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*