Ministro diz que houve ‘inconsistências’ na correção da segunda prova do Enem 2019

Na noite de sexta-feira (17), surgiram relatos de candidatos que teriam problemas na contagem dos pontos em suas provas.

Foto: Divulgação

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, admitiu neste sábado (18) que houve falhas no gabarito das provas de alguns candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019. Segundo ele, foram “inconsistências” que afetaram um número “muito baixo” de estudantes.

“Houve inconsistência no gabarito de algumas provas do Enem 2019 e, por isso, candidatos foram surpreendidos com os resultados de suas notas. O número é muito baixo. Até segunda-feira, dia 20, tudo será resolvido. Pedimos desculpas aos participantes do exame pelo transtorno”, escreveu Weintraub.

Na noite de sexta-feira (17), após a divulgação dos resultados do Enem, surgiram relatos de candidatos que teriam problemas na contagem dos pontos em suas provas. A hashtag #ErroNoEnem chegou a figurar nos trending topics — os assuntos mais comentados — do Twitter.

Segundo o portal G1, Weintraub afirmou que o erro atingiu 0,1% dos candidatos que prestaram o exame. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que é responsável pela prova, disponibilizou um e-mail para quem se sentiu prejudicado envie suas dúvidas: [email protected]

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*