Moro pediu para Lava Jato rebater defesa de Lula, diz site

Ministro da Justiça Sergio Moro. (Foto: Reprodução)

O site The Intercept Brasil divulgou nesta sexta-feira (14), novos trechos de diálogos atribuídos ao atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, e procuradores da Lava Jato. De acordo com as supostas mensagens, o ex-juiz federal pediu aos integrantes da força-tarefa em Curitiba (PR) que divulgassem uma nota à imprensa para rebater os ataques feitos pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após o depoimento prestado pelo petista no caso do triplex do Guarujá (SP).

O pedido, segundo o site, foi feito por Moro ao então procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima na noite do dia 10 de maio de 2017, mesmo dia do depoimento de Lula. Segundo as mensagens divulgadas, Moro queria que os investigadores apontassem contradições nas respostas do ex-presidente durante a audiência, cujo vídeo foi divulgado por decisão do então magistrado da 13.ª Vara da Justiça Federal no Paraná.

Os supostos diálogos, que envolvem também mensagens do procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa do Ministério Público Federal (MPF), mostram que os procuradores acataram a sugestão do atual ministro da Justiça e Segurança Pública de Jair Bolsonaro para tirar o foco de Moro e protegê-lo. Segundo o Intercept, as conversas ocorreram por meio do aplicativo Telegram e foram enviadas por uma fonte anônima.

Procurada, a assessoria do ministro não havia se pronunciado até a publicação deste texto.

Tanto Moro quanto alguns procuradores do MPF, entre eles Dallagnol, relataram à Polícia Federal que seus aparelhos celulares foram invadidos por hackers. O caso está sob investigação da PF. Para os advogados de defesa de Lula, as primeiras mensagens divulgadas pelo site sobre as conversas entre Moro e Dallagnol, no último domingo, 9, mostram “completo rompimento da imparcialidade objetiva e subjetiva” no julgamento do ex-presidente pelo então juiz federal.

54 Comentário

  1. Eu nunca vi um pais onde tem a sua maioria de parlamentares corruptos ladrões e lutam para denegrir a imagem de pessoas que lutam por justiça.. se continuar desse jeito só nos resta uma intervenção militar para colocar o Brasil nos trilhos.. já passou da hora de Bolsonaro convocar os homens para acabar com essa palhaçada do judiciário e legislativo.

  2. Será que esse Juiz tbm não induziu as testemunhas a fazer as relações premiada da maneira que ele queria ? Já era algo contestável agora é algo difícil de acreditar mesmo!!!! Uma vergonha a justiça brasileira!!!!!!

  3. Interessante uma parte da Esquerda perdedora defendendo o Ex presidente Bandido Corrupto , e povo de bem da Direita ,na sua grande maioria que Elegeu o presidente Bolsonaro , defendendo o correto , Um Juiz que Orientou prender um Líder Corrupto perigoso da Esquerda !!!

  4. Só um alô ao Bahia no Ar: o nome do site é The Intercept Brasil, comandado pelo jornalista Glenn Greenwald, premiadíssimo, inclusive com um Pulitzer. Sugiro que vocês não caiam nessa retórica boba da Globo, Record e outros que tentam minimizar o player. Não há problema algum mencionar o nome da fonte da informação. Só um alô. Rs

  5. Nunca houve nenhuma conversa de moro com nenhum procurador!o que estar acontecendo são fakenews dos PTRALHAS juntamente com o marido do outro viado que ficou no lugar de Jean Willians criando factoides e fatos falsos!viva a lava jato,viva o maior juiz da história do planeta SERGIO MORO.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*