Morre em Salvador o metalúrgico e militante do movimento negro, Everaldo de Jesus Vieira

Nas redes sociais, a Unegro Brasil emitiu uma nota de pesar pela morte de Everaldo.

Foto: Divulgação

Morreu neste sábado (28), o metalúrgico e ex-presidente da União de Negros pela Igualdade (Unegro), Everaldo de Jesus Vieira. Ele completaria 54 anos no dia 5 de abril e já foi dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari e candidato a vereador na eleição passada.

Everaldo estava internado no Hospital São Rafael, em Salvador, onde passou por uma cirurgia para a retirada de um tumor benigno na região do abdômen. Ele deixa esposa e um filho.

Nas redes sociais, a Unegro Brasil emitiu uma nota de pesar pela morte de Everaldo. Leia na íntegra:

 

Nota de Pesar da UNEGRO

Amigo das primeiras horas e para sempre, pai de família, profissional metalúrgico, dirigente sindical ex vice-presidente estadual da UNEGRO na Bahia e membro da direção nacional da mesma entidade, Everaldo de Jesus Vieira nos deixou hoje, seguiu o fluxo da vida e nos faz chorar.

Não compreendemos o sentido da morte. É muito difícil aceitar a ausência repentina e adiantada de um ser humano vibrante, comprometido com as nossas mais importantes causas; que enfrentou com altivez, tenacidade e espírito coletivo as barreiras perversas do racismo e da opressão de classe. Um ser humano inspirador, leal, firme e generoso.

A dor é forte e nos impele a emoção triste, o frio de um abraço perdido do amigo querido que se foi.

A saudade é forte e continuará aqui. Cada ato, manifestações, protestos, gritos e bandeiraços; lembraremos Everaldo, seu discurso, sua força e seu brado nos orientando a seguir.

Dessa forma nos solidarizamos com todos os familiares e amigos do nosso saudoso dirigente. Prestamos homenagens à sua memória, luta e exemplo!

Everaldo Presente!

Salvador, 28 de março de 2020

Direção Nacional da UNEGRO

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*