Uma mulher foi encontrada morta na manhã deste sábado (30/09) na BA-526, também conhecida como Estrada do CIA-Aeroporto. Marília Matércia Andrade Sampaio estava com sinais de estrangulamento e, de acordo com a polícia, tinha indícios de violência sexual. Ela trabalhava como recepcionista em um edifício comercial na Avenida Antônio Carlos Magalhães, segundo o Correio*. O acusado foi preso em flagrantes.

Marília Matércia Andrade Sampaio era solteira e havia falado, há alguns dias, sobre uma pessoa que tinha conhecido. O autor do crime, João Paulo Castro Moreira, de 30 anos, foi preso na noite desde sábado e autuado em flagrante por homicídio.

Ele estava escondido em um imóvel em Mussurunga. Dono de um lava a jato, usou o carro de um cliente, uma Toyota Hilux, para abandonar o corpo da vítima no local. Marília estava com uma farda da MAP, empresa que terceiriza mão-de-obra para outras empresas.

“Vamos aprofundar as investigações para descobrirmos se agiu sozinho ou com ajuda de outra pessoa”, declarou a delegada Simone Coutinho Borges, do Departamento de Homicídio e proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com a polícia João Paulo pode ter cometido outros crimes parecidos na cidade. Os casos serão investigados.

0 0 voto
Article Rating