Mulher tem prisão preventiva decretada sob acusação de tortura da filha de 1 ano e 5 meses

A criança está com o Conselho Tutelar

O titular da Delegacia Territorial de Amélia Rodrigues, Idelfonso Monteiro, autuou por crime de tortura, Rose Vane Teixeira Bispo, na manhã desta terça-feira (19). O delegado também já solicitou à Justiça o mandado de prisão preventiva dela, que mora na localidade da Mata Velha.

A mãe é acusada de agredir com tapas o bebê e segundo o delegado, ela chegou a colocar um sabonete no próprio filho. A criança está com o Conselho Tutelar.

Após a equipe médica do Hospital Municipal Pedro Américo suspeitar da versão de Rose, uma guarnição da 20a Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Santo Amaro) conduziu a mesma para a unidade policial para prestar esclarecimentos.

“Inicialmente, ela disse que tinha deixado a filha em casa e que ao retornar, percebeu que ela havia sido espancada e que o agressor tinha colocado um sabonete em sua boca”, explicou o delegado Idelfonso, contudo, continuou ele “após longo interrogatório ela resolveu confessa a verdade e o real motivo da tortura. Que a criança estava chorando muito e ela desferiu tapas em seu rosto, e depois colocou o sabonete em sua boca”, relatou.

O sabonete foi posteriormente encontrado pelos policiais militares e civis dentro da casa da conduzida com muitas marcas de sangue vindo da garganta da bebê. “Por muito pouco a criança não faleceu, graças ao imediato socorro prestado pela equipe de saúde do hospital Pedro Américo”, disse o delegado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*