Nesta quinta-feira (25) o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), se mostrou bastante otimista em relação a curva de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), na capital baiana, ao ponto de ressaltar: “estamos vencendo o coronavírus. Não vencemos ainda, mas estamos vencendo”.

Segundo Neto, ao longo desses últimos dias foram alcançados alguns indicativos positivos.

 “Já começamos a ter vários indicativos positivos, o que nos dá uma perspectiva de com muita regra, muito critério, muito cuidado e protocolo, quem sabe começar a retomar algumas atividades a mais ao longo do mês de julho”, afirmou.

“Estamos com a menor pressão nas nossas UPAs desde o começo da pandemia. Ontem, houve momento no dia que a gente não tinha um paciente sequer para ser regulado para um hospital. Conseguimos regular mais de 50 pacientes ontem e não havia ninguém na fila de espera”, acrescentou.

Ele também garantiu que os índices mostram que a cidade já “chegou ao seu pico” e que essa realidade deve permanecer até a terceira semana do mês de julho.

“Estamos seguros que Salvador chegou ao seu pico. No entanto, isso não nos permite relaxar. A gente deve permanecer nesse pico até a segunda, terceira semana de julho”, frisou.

Por fim, Neto destacou que a velocidade de crescimento do novo coronavírus em Salvador, presentemente, está em 1,9.

“É a menor de toda série histórica, pela primeira vez inferior a 2%. Esse talvez seja o dado mais importante olhando para frente”, revela.

“Por outro lado, a taxa de ocupação hospitalar ainda está alta. Ontem tínhamos taxa de 80% dos lentos de UTI e 75% dos leitos clínicos, ainda é uma taxa alta”, explica. “Chegamos ao nosso pico, estamos vivendo nosso platô, mas não há como relaxar e achar que as coisas estão superadas”, completou.

Casos da Covid-19

Nesta quinta-feira (25), a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), informou que Salvador já totaliza 26.814 casos confirmados da Covid-19, desde o início da pandemia. Desse total de infectados, 1.029 pessoas foram a óbito.

Em toda a Bahia, já são 54.291 casos positivos: destes, 29.193 já são considerados recuperados, 23.497 encontram-se ativos e 1.601 foram a óbito.

0 0 voto
Article Rating