Novo titular da 22ª DT/ Simões Filho faz balanço do município e destaca ‘força de vontade’ de órgãos municipais

Foto: Divulgação

Em entrevista ao programa Bahia No Ar, segunda edição, desta sexta-feira (22), o repórter Valfredo Silva conversou com o novo titular da 22ª Delegacia Territorial de Simões Filho, Dr. Leandro Acácio, que anteriormente atuava como delegado da 18ª Delegacia Territorial de Camaçari (DT/Camaçari).

Dr. Leandro Acácio. (Foto: Arquivo Pessoal / BNA)

Segundo Dr. Leandro, a mudança trouxe ritmo novo ao trabalho que já fazia em Camaçari. Ele conta que ficou “muito feliz porque eu tou realmente sentindo das outras instituições uma vontade em ajudar a gente a melhorar essa questão da segurança pública, da prestação de serviço policial aqui do município [Simões Filho]”.

Dr. Leandro revelou que está “estreitando os laços com a Câmara Municipal, com a Prefeitura”. “Hoje, o presidente da câmara municipal teve aqui, juntamente com a comissão de vereadores, nós conversamos sobre a necessidade da unidade para melhorar a prestação de serviço pra a população”. O encontro com o prefeito Dinha, está programado para acontecer ao longo da próxima semana.

Em relação a visita dos vereadores à unidade policial nesta sexta-feira, o delegado comentou que aproveitou a oportunidade para fazer uma proposta. “Sabemos do alto índice de violência doméstica aqui na cidade, e a delegacia territorial ela abrange o crime de homicídio, abrange a Maria da Penha, e tantos outros delitos (ameaça, injúria), o que acaba, devido a defasagem de servidor, acaba acarretando uma demanda muito grande em prol dos servidores que aqui estão. Então, eu propus nós criarmos uma Comissão, e pra isso, eu vou precisar da ajuda da prefeitura, logicamente, da Câmara Municipal pra que sedam servidores para que a gente possa treinar aqui e botar essas pessoas pra trabalhar somente com a lei Maria da Penha. Logicamente que a gente vai dá um treinamento, eu vou tá reunido na segunda-feira [25] com a secretária municipal que trata de assuntos das mulheres, vou propor também esse assunto à ela e a gente vai sentar, vai conversar direitinho para montar uma boa estrutura”, explicou.

Questionado pelo repórter sobre as “bagagens” trazidas durante a vivência em Camaçari, Dr. Leandro foi pontual e destacou alguns exemplos: “Com relação a Maria da Penha, lá [Camaçari] a 18 ª Delegacia Territorial não fazia, mas eu substituía a delegada titular da DEAM lá que é a Dra. Florisbela. Eu por diversas oportunidades substituía e trago sim uma experiência boa nessa área de violência doméstica e familiar, e outras situações também. Em relação a operações de tráfico de drogas, Dra. Thais, a titular muito atuante, fizemos muitas operações voltadas pros crimes sexuais, fizemos muitas prisões relacionadas à estupro de vulneráveis. Então, uma experiência muito boa adquiri ali na unidade”, enumerou.

Sobre a diferença dos problemas enfrentados pelos municípios levando em consideração o contingente de cada um (Simões Filho trazendo cerca de 140 mil habitantes e Camaçari com uma população de aproximadamente de 300 mil pessoas), o delegado fez a seguinte análise:

“A gente vai perceber, eu venho percebendo pelo meu pouco tempo que tenho aqui [Simões Filho], que os problemas eles acabam se repetindo, independente da população da cidade, esses problemas eles se repetem. Então, a gente tem uma cidade aqui com alto índice de tráfico de drogas, Camaçari não é diferente. O índice de roubo a transeunte [indivíduos que são abordados enquanto transitam em vias públicas] também é alto, Camaçari também a mesma forma. Então, a gente vê que esses problemas nas grandes cidades eles acabam se repetindo”, afirma.

Já a formação da nova equipe, é prevista pelo delegado entre dezembro e janeiro do ano que vem. “Eu tou arrumando a casa”, brinca. “Com a equipe formada eu espero que até o final de dezembro, início de janeiro 2020, a gente já esteja já com tudo arrumadinho, a equipe toda já pronta e aí nós vamos traçar juntamente a diretriz de trabalho, e esse trabalho com certeza vai ser conjunto entre a Polícia Civil e a Polícia Militar”, acrescentou.

O mapeamento do município também já foi solicitado pelo novo titular da 22ª Delegacia Territorial de Simões Filho. “Foi a primeira coisa que eu cobrei, na verdade, da equipe do serviço de investigação, porque eu tou aproveitando alguns servidores, logicamente não vai dá pra eu trazer todo mundo de fora, então eu, logicamente, eu vou aproveitar pessoas da unidade e essas pessoas eu já conversei e a minha ideia é a gente mapear toda a cidade de Simões Filho demonstrando o problema de cada região”, finalizou.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*