Em entrevista ao programa Bahia no Ar, nesta terça-feira(19), o pré-candidato ao governo do estado, João Santana, disse que sua candidatura surge do reconhecimento do seu partido, o MDB (anteriormente PMDB).

João citou quatro critérios que levaram a escolha do seu nome: história político-partidária no MDB/PMDB “sem variação na conduta e lutando todas as batalhas”, disse ressaltando que tem 50 anos de vínculo ao partido; passagem por 12 cargos públicos “O pessoal me disse: João, se você não tem experiência para governar o povo da Bahia, que vai ter”, o pré-candidato contou que já passou pelas mais vareadas facetas da administração pública.

Além disso, ele pontuou que em seus 74 anos de vida não teve nenhuma fissura, nenhuma indignidade nos cargos que ocupou, e esse é um de seus grandes diferenciais. Por fim, afirmou que conhece profundamente os problemas da Bahia.

Na oportunidade ele explicou que o partido apoiaria ACM Neto para disputar o governo do estado, mas ele desistiu da candidatura. “Com isso, com a tradição que o MDB tem, não poderia ficar de fora”, disse.

0 0 voto
Article Rating