Odebrecht demite 130 funcionários do Canal do Sertão Alagoas

Cerca de 260 outros trabalhadores estão correndo o risco de serem demitidos da obra que, no trecho 4, já está 90% concluída.

Foto: Divulgação

A Organização Odebrecht demitiu 130 dos trabalhadores alocados nas obras do trecho 4 do Canal do Sertão Alagoas, que tem como objetivo levar água do rio São Francisco para outras regiões do estado.

A obra pode ser completamente paralisada na próxima semana. As informações são da coluna de Mônica Bergamo para o jornal Folha de S. Paulo.

Cerca de 260 outros trabalhadores estão correndo o risco de serem demitidos da obra que, no trecho 4, já está 90% concluída. A empreiteira declarou que não recebe recursos do Ministério do Desenvolvimento desde março. À coluna, o ministério disse que está esperando ter disponibilidade financeira para realizar os repasses, e que está tentando ampliar seus limites orçamentários.

1 Comentário

  1. O não repasse de verbas do ministério para a empreiteira concluir a obra é pura retaliação do governo para com a região nordeste,governo esse que é perseguidor,vingativo e só quer governar para seus aliados

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*