OS ATRASOS NAS OBRAS DA BR 324.

Governo federal pretende privatizar as rodovias federais, mais as empresas atrasam os trabalhos e provocam danos aos motoristas.

A privatização faz parte do projeto do Governo Federal visando melhorias nas próprias estradas.

Em julho de 2009 foi assinado o contrato de privatização das BRs 324 e 116, e por lei os pedágios só poderão ser cobrados seis meses após o começo das obras de benfeitorias nas estradas.

Assim em fevereiro de 2010 os preços deveriam ser cobrados.

Com os atrasos nas obras, só em julho os motoristas começarão a pagar o pédágio.

Na BR 324 existirá duas praças de pedágios: uma em Simões Filho, e a outra na imediações de Amélia Rodrigues.

Na BR 116, serão cinco praças: próximas a Santo Estêvão, Milagres, Manoel Vitorino, Poções e Veredinha.

O Consórcio Via Bahia administrador das vias, poderá aumentar o valor cobrado em cada um dos seis locais, conforme o contrato de concessão antes mesmo do início das praças ficarem prontas.

Segundo informações, a partir de 30 agosto o valor será reajustado para aproximadamente R$ 2,34 na BR-116 e para R$ 1,80 nas praças de pedágio da BR-324.

O motorista que quiser viajar entre Salvador e Feira de Santana terá que pagar R$ 3,40.

A ida e volta custará R$ 6,80.

Já quem parte de Feira e quiser ir até a divisa com Minas Gerais terá que gastar R$ 11,00.

Estes valores serão reajustados anualmente, de acordo com o (IPCA) Índice de Preços ao Consumidor Amplo .