Participação de outro carro no assassinato da vereadora Marielle é investigada

O veículo teria dado cobertura aos assassinos e esteve na porta da Casa das Pretas, por 2 horas, no centro do Rio

vereadora Marielle
Veículo em que a vereadora Marielle estava ficou cravado de balas | Foto: G1

Policiais da Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro investigam a possível participação de um segundo carro no crime que resultou na morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes na noite da última quarta-feira (14). O veículo teria dado cobertura aos assassinos e esteve na porta da Casa das Pretas, por 2 horas, no centro do Rio, onde a vereadora participou de um encontro contra o racismo.

De acordo com o G1, a polícia já tem a placa deste outro carro que provavelmente foi utilizados por indivíduos que também tiveram participação no crime. A Polícia Civil do Rio acredita que os assassinos seguiram a vereadora desde o momento em que ela saiu do evento onde estava na Lapa, no centro do Rio. Nessa hipótese, o carro dela foi perseguido por cerca de 4 km. A principal linha de investigação da Delegacia de Homicídios é execução, pois os criminosos fugiram sem levar nada.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*