Pastor sgt Isidório é obrigado a pedir desculpas a Daniela Mercury em vídeo

O deputado pode se tornar réu pelo crime de injúria

O deputado pastor sargento Isidório, que acusou Daniela Mercury de promover o que ele chamou de “sindicato da viadagem”, terá que acatar uma série de condições para não sofrer processo criminal.

O Ministério Público da Bahia determinou, após pedido do advogado da cantora, que o deputado deve pedir desculpas públicas a Daniela, por meio de vídeo, esclarecendo que ela não ofendeu religiões ou símbolos sagrados.

Além dos esclarecimentos, Isidório deve doar 20% dos cinco primeiros salários que ele receberá como deputado federal a duas entidades filantrópicas definidas pela artista: o Centro Projeto Axé de Defesa e Proteção à Criança e ao Adolescente e o Instituto Nice de Apoio às Mulheres Travestis e Mulheres Transexuais.

Caso não concorde com a determinação ou não cumpra, o deputado pode se tornar réu pelo crime de injúria. Ele pode optar por não assinar o acordo e dar sequência à ação penal, ruma à sentença.

8 Comentário

  1. Isso aí Daniela… Bom para esse partorzinho de meia tigela perceber que a verdade dele não é verdade universal. Que ele fique com seus preconceitos, racismos e discriminações. Homofóbico tem que se fuder!!!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*