Pastora evangélica será ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos

Além de pastora evangélica, a futura ministra Damares Alves é assessora do senador Magno Malta desde 2015.

Na tarde desta quinta-feira, 06, o futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciou que a advogada e pastora evangélica Damares Alves – assessora do senador Magno Malta, será a ministra de Mulher, Família e Direitos Humanos no governo  de Jair Bolsonaro.

Segundo Onyx, a pasta que será comandada por Damares também ficará responsável pela gestão da Fundação Nacional do Índio (Funai), entidade que dá assistência aos povos indígenas. A Funai vai deixar o guarda-chuva do Ministério da Justiça a partir do ano que vem.

O anúncio de Damares para o comando do novo Ministério dos Direitos Humanos ocorreu durante uma entrevista coletiva concedida na sede do governo de transição, em Brasília.

Damares falou com a imprensa e afirmou que pretende dar protagonismo no governo a políticas públicas voltadas às mulheres. Damares também ressaltou que pretende propor um “pacto pela infância” à frente do ministério. Ela destacou que, em média, 30 crianças são assassinadas por dia no Brasil.

“Nunca a infância foi tão atingida como nos dias de hoje. Nós vamos propor um pacto pela infância”, falou.

A futura ministra, se depender dela, vai para porta de empresa na qual funcionário homem ganhe mais do que mulher para protestar por equiparação salarial de gênero.

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*