Petroleiros fecham acordo e encerram greve

A paralisação iniciada em 1° de fevereiro surgiu como protesto contra a demissão de trabalhadores da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen).

Foto: Divulgação

Representantes da Federação Única dos Petroleiros (FUP) confirmaram hoje (21), o fim da greve de 20 dias da categoria. O anúncio foi feito após audiência de conciliação com representantes da Petrobras, no gabinete do ministro Ives Gandra Martins Filho, do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Além do fim da greve, ficou decidido que metade dos dias parados serão descontados na folha de pagamento e a outra metade serão compensados pelos empregados.

As punições administrativas contra os grevistas também deverão ser canceladas pela estatal. Outra reivindicação dos petroleiros foi atendida e a escala de trabalho será elaborada pelos trabalhadores.

A paralisação iniciada em 1° de fevereiro surgiu como protesto contra a demissão de trabalhadores da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen). A ação sob a subsidiária da Petrobras afetou mais de mil famílias, segundo Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Ontem (20), após 20 dias de greve, os petroleiros suspenderam a paralisação e voltaram ao trabalho para aguardar o que seria definido na audiência de conciliação realizada hoje.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*