Petroleiros suspendem greve após 20 dias de paralisação

A interrupção da greve foi proposta aos sindicatos pela Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Foto: Divulgação

Em assembleias realizadas nesta quinta (20), os petroleiros grevistas confirmaram a suspensão da paralisação iniciada no dia 1º de fevereiro em protesto contra demissões no Paraná. Assim, voltarão ao trabalho normalmente nesta sexta (21).

A interrupção da greve foi proposta aos sindicatos pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), depois que o Tribunal Regional Eleitoral (TRT) do Paraná suspendeu demissões na fábrica de fertilizantes Araucária Nitrogenados.

Nesta sexta, sindicatos e a Petrobras participam de reunião de mediação no Tribunal Superior do Trabalho (TST). A categoria ameaça retomar o movimento caso não veja avanços nas negociações.

A greve completou 20 dias nesta quinta (20), se tornando a maior paralisação da categoria desde a greve de 32 dias em 1995.

A Petrobras decidiu fechar a fábrica, alegando prejuízos acumulados de mais de R$ 2 bilhões. A empresa diz que as demissões não serão revertidas e que a fábrica será mesmo fechada.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*