Plano B: caso Regina Duarte recuse convite, Bolsonaro já em outro nome para Secretaria de Cultura

Vereza havia demonstrado insatisfação com a gestão do governo em relação a cultura.

Foto: Divulgação

O governo de Jair Bolsonaro já trabalha com um plano B para uma possível recusa da atriz Regina Duarte em assumir a Secretaria de Cultura, vaga desde a exoneração de Roberto Alvim. De acordo com informações do Estadão, o ator Carlos Vereza foi apontado como próximo da lista para o cargo. As informações são do Metro1.

Vereza, que foi grande apoiador de Bolsonaro durante as eleições, havia demonstrado insatisfação com a gestão do governo em relação a cultura. O ator teria afirmado que retiraria seu apoio ao presidente caso o mesmo decidisse pelo cancelamento do contrato do Ministério da Educação (MEC) com a TV Escola, que decretaria o fechamento do canal onde Vereza apresenta o programa “Plano Sequência”.

Bolsonaro defendeu o fim do contrato argumentando que os programas transmitidos eram todos de esquerda e seguiam pensamento do educador Paulo Freire. Caso Vereza aceite o convite, o contrato deve ser mantido.

7 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*