PMDB afasta Geddel e Kátia Abreu por 60 dias

A licença de Geddel foi costurada com dirigentes do partido, em uma tentativa de isolar a crise aberta pela prisão do ex-ministro .

A cúpula do PMDB formalizou o afastamento do ex-ministro Geddel Vieira Lima do partido por 60 dias. Ele está preso na penitenciária da Papuda, em Brasília, desde a semana passada.

O ex-ministro pediu licença de suas funções como primeiro-secretário da direção nacional da sigla. Ele já havia se afastado da presidência do PMDB na Bahia desde julho.

A licença de Geddel foi costurada com dirigentes do partido nesta quarta-feira, 13, em uma tentativa de isolar a crise aberta pela prisão do ex-ministro e amenizar a contaminação do presidente Michel Temer pelo episódio.

Além de Geddel, a senadora Katia Abreu (TO), também foi suspensa das atividades partidárias pelo mesmo período. A parlamentar foi punida por fazer declarações públicas contra a cúpula do partido.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*