‘Posso subir a rampa do Palácio da Alvorada com o companheiro Fernando Haddad, com o companheiro Rui’, diz Lula

Governador da Bahia, Rui Costa e ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. (Foto: Reprodução)

“Eles não vão conseguir tirar o PT da disputa eleitoral, com Lula ou sem Lula”, essa afirmação faz parte do discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nesta quinta-feira (14), durante participação na reunião da executiva nacional da legenda, que ocorre no Wish Hotel, localizado no Campo Grande, em Salvador.

Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Reprodução / PT)

Durante sua fala, Lula mencionou o nome do Governador da Bahia, Rui Costa e também do ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que concorreu ao Palácio do Planalto nas eleições do ano passado, perdendo para o atual presidente Jair Bolsonaro.

“Eles não vão conseguir tirar o PT da disputa eleitoral, com Lula ou sem Lula. Eu posso subir a rampa do Palácio da Alvorada com o companheiro Fernando Haddad, com o companheiro Rui”, alfinetou.

O governador Rui Costa, que foi reeleito ao cargo ano passado, projeta, inclusive, uma candidatura nacional em 2022.

PT x História do Brasil

Ainda em execução de seu discurso, Lula assegurou que o PT precisa buscar o aperfeiçoamento na divulgação e aprendizado da história do Brasil. Conforme pontuou o petista, o Partido dos Trabalhadores ainda não compreendeu a importância de enaltecer a história de importantes heróis brasileiros.

“Esse país nunca teve a sua verdadeira história contada e nossos heróis nunca apareceram em nenhuma fotografia. Todos os nossos heróis tiveram a morte do que chamam morte para sempre. Tinha que matar, cortar a cabeça, jogar em lugares diferentes para nunca se juntar mais. Tivemos isso em revoltas, inclusive na Bahia, com a Revolta dos Malês”, evidenciou o ex-presidente.

A participação da sigla nas eleições municipais do ano que vem também foi pauta no discurso de Lula. Ele afirmou que o partido deve se fazer presente nesse momento.

No entanto, em casos circunstanciais, segundo ele, a legenda pode também apoiar um candidato ao invés de apresentar um nome para concorrer ao pleito.

“O PT precisa sair mais forte, mais unido e mais disposto a brigar. Tem gente que fala que vamos polarizar. Sabe quem polariza? Quem disputa o título. O PT polarizou, de 89 até hoje e vai polarizar até 2022. Não existe tradição de político no Brasil como o PT. No país, a tradição é de caciques. Por isso vamos sempre polarizar. Se o PT tiver candidato à altura, ele vai polarizar”, decretou.

Novos Candidatos x Oposição

A figura do apresentador Luciano Huck foi lembrada, através de seu programa aos sábados na Rede Globo. Além do artista, o nome do governador de São Paulo, João Doria também apareceu nas considerações de Lula.

“Todo ano querem inventar candidato, querem colocar o Caldeirão do Huck e até o Doria. Eles não vão tirar o candidato de 2022 do PT, com Lula ou sem Lula. O PT não nasceu para ser partido de apoio. O PT pode circunstancialmente não ter candidato numa cidade, num estado ou num candidato à presidência. Mas é preciso muita coisa para que alguém possa superar o PT”, finalizou.

No final de setembro, durante um jantar com o time do PSDB, DEM e Cidadania, Luciano Huck declarou sua disposição em concorrer à Presidência da República. Na ocasião, o marido de Angélica ainda assegurou não temer um novo veto da Rede Globo à sua candidatura.

Em 2018, quando Huck considerou se candidatar, a Globo afirmou que ele teria que se desligar da emissora e não voltaria aos seus quadros em caso de derrota.

47 Comentário

  1. Os filhos não foram receber o pai saindo da prisão.

    O liberto não ficou com a família, filhos, netos…

    Não foi visitar os túmulos da esposa, do irmão e do neto mortos recentemente.

    Foi fazer palanque, entrar em jatinho, comer do bom e do melhor e fazer palanque político de novo.

    Esta carniça não valoriza ninguém, nem mesmo sua familia e vc babando o saco dele .

  2. BAHIA NO AR quais desses citados acima ( @Haddad, @Rui Costa, @Lula) quais não responde por corrupção, lavagem de dinheiro, improbidade administrativa, formação de quadrilha… Ou seja, não é corrupto? Responde pra mim, se algum desses q vc falou aí @bahia no ar, são inocentes?

  3. Como lembrou o autor anônimo, os filhos ñ estavam em Curitiba p/ abraçar o pai q saía da cadeia. Ñ lhe passou pela cabeça visitar os túmulos da mulher, do irmão e do neto antes de escalar o palanque p/ louvar a desunião e a violência, depois veio visitar o seu curral eleitoral.
    Agora alguém me fala porque ele fez isso…???

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*