Durante a segunda edição do programa Bahia No Ar desta quarta-feira (4), o presidente do Grupo Gay do Cia, Edy Kakay, conversou com o repórter Valfredo Silva para relatar uma denúncia referente à realização de um casamento coletivo LGBT no município de Simões Filho. Segundo Edy, dois juízes de paz se recusaram à ministrar a cerimônia de enlace matrimonial.

“Toda forma de amar deve ser respeitada, e fico triste quando existe dois juízes de paz nesse município que disse que por causa da religião eles não vão fazer o casamento LGBT”, disse.

Ao todo, é previsto o matrimônio de dez casais LGBT no município. De acordo com Edy Kakay, mesmo com a recusa dos juízes, a cerimônia está mantida e irá acontecer em breve, inclusive, um dos padrinhos será o comunicador Uziel Bueno, da TV Band Bahia.

“Vamos casar neste ano ainda, dez seres humanos LGBT. Eu sou casado e vivo muito bem com meu esposo. Eu fico indignado, infelizmente não respeitam a diversidade. Os dez casamentos estão mantidos”, assegurou.

Por fim, Kakay destacou que irá acionar a Justiça.

“Então, vou fazer os ofícios enviando ao Ministério Público, à Defensoria Pública e ao juíz da comarca desta cidade para que tomem conhecimento dos fatos, porque é gravíssimo”, pontuou.

Atualmente, segundo Kakay, existem 2.000 casais LGBT no município de Simões Filho.

0 0 voto
Article Rating