Quadrilha é presa reciclando camisinhas

Cerca de 500 mil caixas com os produtos falsificados foram apreendidas pela polícia

Cerca de 500 mil caixas com os produtos falsificados foram apreendidas pela polícia

A polícia do condado de Cangnan, na China, prendeu 17 membros de uma gangue que lucrava reciclando camisinhas usadas e as vendendo para supermercados e cadeias de hotéis. Segundo o tabloide “The Sun”, a quadrilha chegou a arrecadar 5 milhões de libras (cerca de R$ 22 milhões) com o esquema.

Na província de Hebei, cerca de 500 mil caixas com os produtos falsificados foram apreendidas pela polícia. Algumas chegavam a ser vendidades em embalagens e caixas da marca “Durex”.

As camisinhas, muitas delas contendo fungos, pequenos remendos e furos, eram vendidas ao varejo por um preço mais barato do que as originais.

E essa não é a primeira vez que um caso do tipo acontece na região. Segundo a publicação, mais de 10 casos similares surgiram nas cortes da província de Henan desde 2014.

2 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*