Quadrilha que traficava cocaína e ecstasy é alvo de operação da PF

Mais de 50 policiais, entre federais e civis, cumprem desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira mandados expedidos pela Justiça Federal.

pf

Uma organização criminosa com atuação no tráfico internacional de drogas é alvo da Operação Conexão Itália, deflagrada hoje (11) pela Polícia Federal (PF), em uma ação conjunta com a Polícia Civil de Santa Catarina. A partir de Santa Catarina, a quadrilha enviava cocaína para a Europa e recebia em troca MDMA (metileno dioxi metanfetamina), o princípio ativo do ecstasy. As informações são da Agência Brasil.

Mais de 50 policiais, entre federais e civis, cumprem desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira mandados expedidos pela Justiça Federal. As ordens judiciais estão sendo executadas em endereços ligados aos investigados em cidades de Santa Catarina, do Paraná e de São Paulo. Entre os mandados, dois são de prisão preventiva e um de prisão temporária.

Segundo a PF, a operação de hoje é resultado de investigações realizadas por delegacias especializadas da Polícia Civil de Santa Catarina nos meses de julho a setembro deste ano, quando dois comerciantes foram presos na sede de uma empresa de produtos esportivos de Florianópolis. Com os dois, os policiais apreenderam 26 quilos (kg) de cocaína, 11 kg de comprimidos de ecstasy, 1,8 kg de haxixe e 4 kg de MDMA.

Os suspeitos presos vão responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O nome da operação, Conexão Itália, faz referência à condição de um dos principais acusados, que tem cidadania brasileira e italiana. Segundo a PF, o suspeito se valia dessa condição para realizar várias viagens internacionais.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*