‘Quando pus o pé no chão, não dei conta de firmar o pé’, conta Zé Felipe após descoberta de doença incurável

Zé Felipe, filho do cantor Leonardo. (Foto: Reprodução / TV Globo)

Ontem (10), durante participação no quadro ‘Ding Dong’, do programa Domingão do Faustão, Rede Globo, o cantor Zé Felipe, filho do também cantor Leonardo, falou sobre a descoberta do diagnóstico de artrite espondilite (doença crônica inflamatória que afeta a coluna vertebral e as articulações grandes).

O músico contou que, em um dia casual, após acordar, não conseguia firmar os pés com tranquilidade no chão.

“Fui dormir na casa da patroa [a namorada, Isabella Arantes, bailarina do Domingão] e no outro dia acordei e, quando pus o pé no chão, não dei conta de firmar o pé. E o pescoço travado também. Tinha show no outro dia e não dei conta de mexer muito. (…) Até que fui a um reumatologista e descobri que estou com um tipo de artrite que chama espondilite. Uma doença inflamatória e que não tem cura”, relatou.

Zé Felipe também resumiu um pouco do tratamento que precisa fazer para aliviar e controlar os sintomas da doença. “Você controla ela. De dois em dois meses, eu tenho que ir ao hospital tomar injeção para não sentir essa dor. É uma coisa que não desejo para ninguém porque dói demais. Quando a crise ataca, você não dá conta de fazer nada. É só ficar sentado ou deitado. Quando consegue fazer o controle da doença, aí é vida normal”, acrescentou.

Curiosidades sobre a artrite espondilite

Dores nas costas que melhoram com o movimento e pioram com o repouso. Esse é um dos sintomas iniciais da doença reumática que atinge as articulações da coluna vertebral e as grandes articulações do corpo. Por se tratar de uma doença progressiva, o diagnóstico precoce pode evitar complicações mais graves.

Se não for realizado o tratamento adequado, podem ocorrer outras complicações, a exemplo de:

– Dores intensas na coluna e nas articulações;
– Inflamação nos olhos (uveíte);
– Inflamação do intestino, as vezes com formações de fistulas intestinais (estreitamentos);
– Deformidades articulares no quadril e nos ombros;
– Doenças de pele, principalmente casos de psoríase;
– Problemas cardíacos, como inflamação de vasos do coração, doença valvar aórtica, distúrbios de condução, cardiomiopatia e doença cardíaca isquêmica;
– Quanto à saúde mental, podem ocorrer alterações do humor e depressão.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*