Região Metropolitana de Salvador: inflação sobe e fica em 0,04%

Foto: Reprodução / Alberto Maraux - SSP-BA

A Região Metropolitana de Salvador (RMS) teve o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medida oficial da inflação, apontado em 0,04% no mês de agosto, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira (6), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esse resultado representa alta, tanto em relação ao índice de julho (-0,14%), quanto ao apurado em agosto de 2018 (-0,27%), mas manteve-se abaixo do verificado no Brasil como um todo (0,11%) e foi a segunda menor alta entre as 16 áreas pesquisadas, acima apenas do IPCA da Região Metropolitana de Recife (0,01%).

Com o resultado do mês, o IPCA na RMS acumula alta de 2,17% no ano de 2019. No acumulado dos 12 meses encerrados em agosto, a inflação também teve aumento de ritmo, indo a 3,27%. Entretanto, continua abaixo da média nacional (3,43%).

A alta se deu por conta de quatro dos nove grupos de produtos e serviços que compõem o IPCA. Com os maiores aumentos estão as áreas de transportes (1,55%) e vestuário (0,83%), apontados como os que mais puxaram a inflação para cima. Ambos os grupos tiveram aceleração significativa em relação a julho, quando haviam registrado as maiores deflações (-1,64% e -1,14%, respectivamente), contribuído justamente para segurar a inflação da região.

O grupo de alimentação e bebidas teve a maior deflação de agosto (-0,73%), puxada pelos alimentos consumidos no próprio domicílio (-1,38%), o que contribuiu fortemente para segurar a alta do IPCA.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*